quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Feliz Ano!


Sou péssima com estas coisas dos votos, mas espero que o próximo ano traga saúde, alegria, trabalho e muita felicidade para todos! Que a crise passe e consigamos concretizar os nossos sonhos, sejam eles quais forem.

Centro de mesa


Este Natal, como acontece todos os anos, não sabia o que havia de dar à minha avó. Então, decici fazer este centro de mesa para ela colocar ao pé da imagem de S. Bento. Comprei o prato e adicionei as folhas secas e a vela. É básico, simples, barato e fica bonito. Pelo menos eu acho que fica ;)

Salteado de carne e legumes com esparguete

Tinha ali umas costeletas de porco descongeladas e estava a ver o livro de receitas em wok, que comprei na Worten, e decidi experimentar fazer uma coisa diferente. Peguei na base de uma receita do livro e improvisei. O resultado final saiu saboroso mas há coisas que, da próxima vez, vou mudar, como não incluir os espargos nem as especiarias para wok. Deixo aqui a receita, para experimentarem, se quiserem.


Salteado de carne e legumes com esparguete
Ingredientes:
esparguete
2 costeletas de porco
1/2 courgette
1/2 beringela
1/2 pimento amarelo
1/4 pimento vermelho
1/2 maça
1 folha de aipo
4 dentes de alho
azeite aromatizado com salsa e alho q.b.
alho em pó
sementes de sésamo q.b.
salsa q.b.
sal q.b.

Preparação:
Torre as sementes de sésamo na wok seca e reserve. Corte as costeletas em pequenos pedaços, tempere com sal e salteie na wok com o azeite. Quando estiverem selados, adicione os legumes laminados e o alho esmagado e salteie. A meio, adicione o alho em pó, para dar sabor, sem parar de mexer. Deixe mais 1-2 minutos e retire do lume. Num prato, coloque o esparguete previamente cozido em água e sal e adicione a mistura de carne e vegetais. Polvilhe com as sementes de sésamo e a salsa picada.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Pobreza Zero

Mandaram-me um mail com este vídeo e achei que o devia partilhar, afinal é uma causa que devemos apoiar. Quando olharmos para as sobras do que fazemos na cozinha, antes de pensarmos em deitar fora, devíamos lembrar-nos que, por esse mundo fora, todos os dias, morrem milhares de pessoas à fome, o que podia ser evitado se meia dúzia de senhores abrissem mão do dinheiro e do poder e o partilhassem com o seu povo... utopia, eu sei, mas é algo para pensar no começo de um novo ano.
video

Fonte: Youtube

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Para o chá

Esta foi a última caixinha que fiz, para a Irina oferecer à mãe pelo Natal, uma caixinha de chá nos tons da cozinha (verde e amarelo), pintada e com aplicação de guardanapo com a técnica de découpage. Gostei imenso do resultado final.




Salada Capri

No início do mês andava eu a passear pela Worten quando dei de caras com uma série de livros de culinária. Parece que eles chamam por mim! Numa loja tão grande como aquela, de material de vídeo, informática, etc, eu havia logo de passar pelo corredor pequenino onde estão os livros e dar de caras com estes! Lá acabei por trazer um de cada (wok, cozinha rápida, entradas e acepipes, massas e no forno). Esta receita foi tirada do livro Cozinha Rápida, o primeiro que folheei, e serviu de entrada no almoço de Natal com as amigas. A foto é antes de ir ao forno, porque depois já ninguém se lembrou de fotografar, atirou-se tudo aos tomates e não sobrou um para contar história.



Salada Capri
Ingredientes (para 4 pessoas):
2 tomates carnudos
125g de queijo mozzarella fresco
12 azeitonas pretas
8 folhas de manjericão frescas
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de sopa de azeite
sal e pimenta
folhas de manjericão frescas para guarnecer

Preparação:
Corte o tomate em fatias finas, bem como o queijo mozzarella, depois de escorrido. Retire os carços das azeitonas e corte às rodelas. Coloque os ingredientes numa pilha, alternando: rodela de tomate, rodela de mozzarella, azeitonas, folhas de manjericão e repita a operação.
Ponha cada pilha num grelhador pré-aquecido durante 2-3minutos ou até que o queijo do topo esteja derretido e ligeiramente corado (eu usei o microondas onde esteve 10 minutos no grill). Espalhe por cima o azeite, o vinagre balsâmico e tempere a gosto com sal e pimenta. Sirva de imediato, guarnecido com as folhas de manjericão.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal e Bom 2010!!

Pois é, a correr o ano já está quase quase no fim... Esta noite é altura de estra com a família, trocar presentes e comer muita comidinha boa. Não abusem dos doces e que tenham o melhor Natal possível e um ano de 2010 cheio de saúde, felicidade, trabalho e sucesso!!

A minha família

Esta moldura vai direitinha para o quarto do Gui, para pôr uma foto da família. Foi mais uma encomenda da minha loira querida como prenda do seu filhote aos pais este Natal :D


quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Chili com carne

Gosto de experimentar comidas novas e de todas as regiões do mundo. Só não me peçam para experimentar bichos estranhos, que isso não sou capaz de fazer. Um dia, o meu namorado fez chili em casa e trouxe para eu provar. Gostei e resolvi experimentar fazer em casa. pesquisei na net várias receitas e encontrei esta do Sabores do Sapo, que fiz com ligeiras alterações. Já fiz num jantar de amigos e adoraram, no fim pediram a receita para fazer em casa e, este ano, fiz para a família nos meus anos e eles que são esquisitos, também gostaram, excepto uma das minhas tias que confundiu o tacho do chili com picante com o tacho do chili sem picante e teve de beber quase um litro de água depois, foi engraçado, loll.
Sinceramente, gosto mais do meu chili do que do chili do meu namorado, mas não lhe digam nada ;) Pode ser comido sozinho ou com arroz brando, ontem optei por comer sozinho. Para quem quiser experimentar, aqui fica a receita.



Chili com carne
Ingredientes (para 4 pessoas):
800 gr de carne de vaca para assar (usei carne de novilho picada)
1 cebola
5 malaguetas vermelhas frescas
1/2 pimento vermelho (adição pessoal, não faz parte da receita original)
60 gr margarina
4 dentes de alho
2,5dl caldo de carne (usei um caldo de carne knorr dissolvido em 1litro de água)
1 colher de sopa de molho inglês (medi a olho)
1 colher de sopa de açúcar mascavado
1 folha de louro
1 colher de chá de tomilho seco (medi a olho)
cominhos moídos  q.b.
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sobremesa de farinha maisena (não usei)
2 latas de feijão manteiga cozido (usei 1 lata de 500gr de feijão encarnado)

Preparação:
Cortar a carne em pequenos cubos, retirando-lhes todas as peles e gorduras. Descascar e picar finamente a cebola. Cortar as malaguetas frescas no sentido do comprimento, retirar-lhes as sementes e corta-las em pequenos pedaços. Cortar o pimento em cubos pequenos. Derreter a margarina numa frigideira. Juntar a carne e deixar alourar de todos os lados. Adicionar a cebola picada, as malaguetas e o pimento e deixar refogar, mexendo de vez em quando até a cebola estar mole. Pelar e esmagar os dentes de alho e junte à carne. Regar com o caldo de carne e temperar com o molho inglês, o açúcar mascavado, o louro, o tomilho e uma pitada de cominhos e de pimenta. Rectificar o sal, se necessário, tapar e deixar cozinhar suavemente durante cerca de 1 hora e meia, mexendo de vez em quando. Juntar água quente sempre que for necessário para evitar que seque demasiado (usei sempre o caldo de carne, que serviu mesmo à conta).
Nesta fase, a receita original diz para dissolver a maisena num pouco de água e adicione ao molho. Deixar engrossar um pouco, mexendo. Aquecer o conteúdo das latas de feijão manteiga e servir com a carne.
Eu, em vez disso, a cerca de 30 minutos do fim da cozedura, adiciono o feijão encarnado previamente passado por água à carne e deixo cozinhar. E não adiciono a maisena.
Bom apetite!

Prendas de Natal 1

A mãe do Gui encomendou umas prendinhas de Natal. Esta é uma delas, uma moldura para os avós do Daniel. Espero que ela, e eles, gostem :D

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Bruschetta

Este fim-de-semana fizemos o almoço de Natal e inauguração da casa da Andreia e a cozinheira fui eu, para variar, porque eu faço coisas "esquisitas", loll. Aliás, elas estavam em polvorosa para saber o que era a ementa! Aqui fica uma das entradas, uma bruschetta básica e que agrada a toda a gente.



Bruschetta de tomate e mozzarella
Ingredientes (para duas pessoas):
1 pão chapata pequeno
2 dentes de alho
6 rodelas mozzarella fresca
6 rodelas de tomate
6 folhas de manjericão
óregãos
azeite

Preparação:
Abrir o pão ao meio e torrar. Descascar os alhos e esfregá-los sobre o pão quente. Colocar três rodelas de tomate em cada fatia, por cima colocar três rodelas de mozzarella, salpicar com óregãos e colocar 3 folinhas de manjericão por cima. Levar ao forno ou ao microondas com grill durante 10 minutos (ou o tempo suficiente) para o queijo derreter. Retirar, regar com um fio de azeite e servir.

Caixa de bijutaria

A Carlinha precisava de uma caixinha para pôr a bijutaria e não arranjava nenhuma de que gostasse. Então, como prenda de anos, resolvi fazer-lhe esta. Espero que ela goste quando a vir :D


~


sábado, 19 de dezembro de 2009

Bacalhau à Gomes de Sá

Gosto muito de bacalhau e costumo fazer com alguma frequência. Ontem, o meu jantar foi Bacalhau à Gomes de Sá e estava muito bom, se bem que ligeiramente diferente do habitual, já que lhe meti salsa, o que não costumo fazer. Como sempre, fiz quantidade para, pelo menos, duas refeições. Aqui fica a receita.



Bacalhau à Gomes de Sá
Ingredientes:
2 postas de bacalhau
2 batatas
2 ovos
uma cebola grande
2 dentes de alho
azeite q.b.

Preparação:
Coza o bacalhau, as batatas e os ovos até estes estarem prontos. Parta as batatas e os ovos em bocadinhos e desfie o bacalhau, descartando as espinhas e as peles. Numa caçarola (que dê para ir ao forno), salteie a cebola cortada em rodelas e os alhos picados em azeite, até ficarem translúcidos. Adicione o bacalhau, as batatas e os ovos e envolva. Deixe cozinhar no fogão mais cerca de 10 minutos ou, então, leve ao forno, para gratinar ligeiramente. Se desejar, pode adicionar salsa.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Mais um pôr-do-sol

Se ainda não perceberam que gosto muito de fotografar o pôr-do-sol, aqui fica mais uma foto de um fim de tarde em Paris :D

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Espelho de cor

Bem, estes dias andam complicados... além do imenso trabalho que tenho sempre nesta altura, o jantar de 2ª fez-me mal e o dia ontem foi muito mau. Ainda assim deu para terminar um trabalho e quase outro, que esta semana ainda posto aqui. Em relação às receitas é que está pior, já que, à pala do jantar estragado que encomendei fora, a vontade de cozinhar ou de comer não é nenhuma... e este domingo tenho um almoço de Natal e ainda nem decidi a ementa... :s Ainda não estou a 100% mas o trabalho não espera...
Bem, hoje deixo só um espelho que foi dos primeiros trabalhos que fiz, há quase um ano, para oferecer à Leonor.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Dar à luz...

Nestas mini-férias em Paris, no Palácio de Versalhes, vimos uma coisa muito gira, para além de tudo o resto. Esta cama foi onde as rainhas deram à luz os futuros reis de França. Até aí não há particularidade nenhuma, já que as crianças nascem em camas mesmo (digo eu que nunca vi nascer nenhuma, loll) e, naquela época, nasciam em casa. O que esta cama e este quarto têm de particular é que as rainhas davam à luz "ao vivo e em directo", ou seja, a corte sentava-se em frente à cama e assistia ao dito menino ou menina a aparecer por entre as perninhas da rainha... Ainda dizem que vida de reis e princípes é boa! A mim é que não me apanhavam de perninha aberta para meio mundo ver!! Loll


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Carne de vaca estufada com massa

Sabem aquelas receitas que a avó fazia quando éramos pequenas e das quais todas gostávamos? Pois é, esta é daquelas receitas que sempre se fez em casa da minha avó materna e dos meus pais e que eu sempre adorei. aliás, até ter começado a comer em pizzarias e a cozinhar em casa, massa era sinónimo de carne estufada, frango estufado ou esparguete para acompanhar com carne ou algo parecido. Mas depois descobri a maravilha dos molhos e das combinações diferentes e a história mudou de figura. Em todo o caso, este continua a ser um dos meus pratos de massa favoritos e confesso que tenho alguma dificuldade em imaginar utilizar a massa de talharim para outra coisa que não este prato. Resolvi fazer para o almoço hoje e quase que o estorricava porque, pelo meio, fui com a minha bebé à rua e ela esteve a comer erva porque está mal do estômago e quase não chegava a tempo de desligar a panela, mas cheguei :D


Aqui fica a receita, sem medidas exactas, claro está, loll, para experimentarem. Espero que gostem!

Carne de vaca estufada com massa
Ingredientes:
400g de carne de vaca para estufar
1/4 de um pacote de massa de talharim
1/2 cebola picada
3 dentes de alho picados
azeite q.b.
água q.b.
vinho branco q.b.
meio caldo knorr de galinha (opcional)
duas olhas de louro
3 tomates
sal

Preparação:
Refogam-se a cebola e o alho em azeite numa panela de pressão e quando estiverem translúcidos regam-se com a água. Adiciona-se o tomate cortado em bocados e deixa-se cozinhar. Reduz-se tudo a puré e adiciona-se o louro, o knorr, o sal, o vinho branco e a carne. Tapa-se e deixa-se cozinhar durante 15 a 20 minutos. Desliga-se e deixa-se repousar, para arrefecer a panela. Passe a mesma por baixo de água fria corrente, para reduzir a pressão e poder abrir a tampa com segurança. Devolva a panela ao fogão e adicione a massa. Deixe cozinhar mais 10 minutos e sirva.
Bom apetite!

Potes de compota

Aind anão tive muito tempo para tratar das prendas de natal. Esta altura do ano é sempre muito complicada para mim em termos de trabalho, mas já fiz os potesinhos de compotas.
Infelizmente, a découpage não se nota muito, porque foi feita com guardanapo para experimentar e o resultado final é algo ligeiramente transparente. De resto, as tampinhas ficaram muito giras, acho eu.
Estes frasquinhos já têm todos destino... Agora começar a fazer os biscoitos e bombons e demais prendinhas que aguardam conclusão ;)




quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

A torre iluminada

É realmente impressionante ver a imponência da Torre Eiffel, particularmente à noite, quando está iluminada. E em época de Natal a multiplicidade de cores que enchem as toneladas de ferro que compõem a sua estrutura dão-lhe um encanto ainda mais especial, tanto que, no jogo de luzes, é possível vislumbrar, talvez por obra do acaso ou porque França tem uma das maiores, se não a maior, comunidade de portugueses radicados no estrangeiro do Mundo, as cores da bandeira nacional.
Esta é uma perspectiva da torre vista do Sena. Espero que gostem :)


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Caixa de suporte

Uma das minhas primeiras experiências com découpage foi esta caixinha de suporte para embalagens. Ficou muito simples mas muito fofa. Foi feita a pensar nos pacotes de leite.




Linguini com camarão

Adoro massa e há dois pratos que não me canso de fazer: massa com atum e massa com camarão. Esta receita foi retirada do site do Foodnetwork, um canal de televisão norte-americano fabuloso de onde tenho retirado receitas fantásticas. Esta é das que mais faço cá em casa até proque tem uma coisa que adoro... limão!! Aqui fica a receita traduzida para português, se bem que as medidas, como em todas as outras receitas, faço a olho.



Linguini com camarão

Ingredientes:
Meia embalagem de massa
4 colheres de sopa de manteiga
4 colheres de sopa de azeite virgem extra
1 chalota grande, picada finamente (ou uma cebola doce média)
5 dentes de alho fatiados
uma pitada de piri-piri, a gosto
20 camarões grandes, descascados e sem veia (mas pode usar o que tiver)
sal q.b.
pimenta preta moída na altura q.b.
1/2 copo de vinho branco
sumo de um limão
salsa picada a gosto

Preparação:
Cozinhe a massa em água com sal (eu adiciono um pouco de manteiga e knorr de galinha) até ficar al dente. Reserve. Numa frigideira anti-aderente, aqueça duas colheres de sopa de azeite e derreta duas colheres de sopa de manteiga. Salteie a chalota e o alho até ficarem translúcidos, juntamente com o piri-piri. Adicione o camarão temperado com o sal e a pimenta e deixe cozinhar até ficar cor-de-rosa, cerca de 5 minutos (eu uso camarão já cozido, pelo que só o coro um pouquinho mesmo). Retire o camarão da frigideira e reserve. Refresque a frigideira com o vinho branco e o limão e deixe cozinhar um pouco, para evaporar o álcool. Adicione as restantes colheres de azeite e de manteiga e quando esta tiver derretido, devolva os camarões à frigideira, juntamente com a salsa e a massa. Mexa e sirva.
Bom apetite!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

De regresso...

Bem, as férias em Paris já terminaram e nem de propósito, fui directa para a Serra da Estrela. Acabadinha de chegar, venho começar o ciclo de posts de fotografia, com Paris como pano de fundo, claro!!! :D
Espero que gostem das fotos ;)





O pôr-de-sol mais bonito que vi nesta cidade cheia de chuva, do topo do Arco do Triunfo

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Reciclando frascos

Tenho imensos frascos guardados juntamente com as latas num armário da cozinha à espera de serem reciclados. Esta foi a primeira tentativa e este frasquinho vai servir para guardar os meus pauzinhos de canela. Agora vou começar a preparar as prendas de Natal. O tempo não tem sido muito, infelizmente, mas estou doida para pôr mãos à obra e reciclar aqueles frasquinhos e latinhas todos :P
Depois mostro o que fiz. Entretanto, vou estar ausente até à próxima 6ª feira, vou passear um bocadinho, por isso não estranhem a falta de actualização e continuem a visitar-me :)


Salada de atum à minha moda

Gosto muito de salada de atum, é um prato simples e rápido de fazer quando não se está com muito tempo ou paciência para cozinhar. Lembro-me quando andava no 10º ano, todas as segundas-feiras ia com um amigo almoçar a uma pizzaria e enquanto ele pedia pizza, eu comia salada de atum e deixava sempre a empregada de boca aberta, porque pedia ovo mexido em vez de ovo cozido, mas eles lá faziam como eu queria. Um destes dias apeteceu-me fazer esta salada mas, como já perceberam, faço de uma forma ligeiramente diferente. E, como habitual, faço sempre quantidade industrial, que chega para duas refeições.



A receita...
Ingredientes:
1 lata de atum
2 batatas cozidas partidas em cubos
1/2 lata de feijão frade cozido
1 ovo mexido
1/2 cebola picada
1/2 maça cortada em cubos
azeite para temperar

Preparação:
Passar o feijão frade por água e aquecer no microondas a porção que vai ser utilizada. Misturar todos os ingredientes, temperar com o azeite e servir :)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Morar na Índia

Mais uma foto da Índia, um exemplo das casas que se podem encontrar por lá nas aldeias perdidas naquela imensidão de terra. Independentemente da forma como vivem, são um dos povos mais amistosos e simpáticos que já conheci.

Agenda 2010

Uma das minhas amigas fez anos recentemente e como anda sempre às voltas com o trabalho e os compromissos, resolvi oferecer-lhe uma agenda. Comprei uma na Stapples e forrei-a. O resultado final foi este. Agora falta fazer a minha ;) Depois coloco aqui.

Espetadas de tamboril com camarão

Tinha ali no congelador uns medalhões de tamboril há imenso tempo e achei que tinha chegado a altura de os fazer. Tirei-os, tirei um saquinho de camarões congelados e fiz espetadas. A quantidade de tamboril que tinha acabou por dar para umas oito espetadas, eu comi três e as restantes foram para os meus pais. A receita foi surgindo e o resultado foi o que vêem em baixo.



Espetadas de tamboril com gambas
Ingredientes:
5 medalhões de tamboril
camarões q.b.
tomates-cereja
pimento
sal
piri-piri
pimenta preta
sumo de limão (a gosto)
azeite
2 dentes de alho picados

Preparação:
Tempere o tamboril e as gambas com o sal, pimenta preta, piri-piri, alho, sumo de limão e azeite e deixe a marinar pelo menos 30 minutos. Durante o mesmo tempo, deixe os paus das espetadas numa bacia com água, para evitar que ardam quando estiver a grelhar as espetadas.
Faça as espetadas alternando pimento, tomate-cereja, camarão e tamboril. Grelhe pincelando com a marinada. Acompanhe com batatas cozidas ou salteadas (em azeite, manteiga, alho e coentros).

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Organizador de secretária...

Esta foi uma das prendas de anos da minha prima, um organizador para a secretária, para ela poder colocar papéis e lápis. É da Ikea e foi decorado usando um guardanapo (découpage) e a aplicação de uma boneca e de uma borboleta em EVA.



Corações estufados

Um dos meus petiscos favoritos é moelas estufadas e, volta e meia, faço cá em casa. No último fim-de-semana enganei-me e, em vez de descongelar as moelas, descongelei os corações de frango que ali tinha. Resultado, acabei por fazer a receita das moelas com corações e ficou óptimo. Comi uma parte nesse dia e o restante congelei. quando quiser é só descongelar e aquecer e fica como se tivesse acabado de ser feito.



Moelas à angolana

Ingredientes:

1 kg de moelas de frango
2 tomates médios maduros (usei uma embalagem de congelados pré-cortados em cubos)
2 cebolas médias
4 dentes de alho seco
6/8 vagens de piri-piri seco (gindungo)
1 litro de cerveja (usei uma mini)
1 cálice de brandy ou whisky (substituí por vinho branco porque não tinha nem um nem o outro)
Sal q.b.

Preparação:
Limpe as moelas, corte-as a meio e dê-lhes um golpe na parte mais dura da pele. Corte a cebola às rodelas. Esmague os alhos. Corte os tomates aos gomos. Triture (com as pontas dos dedos) as vagens de gindungo.
Numa caçarola de barro (com tampa) coloque as moelas, tempere com sal, junte os alhos, tomates, cebolas, gindungo e a cerveja. Em lume forte (sem a tampa) espere até levantar fervura e 5 minutos depois junte o cálice de brandy. Após começar de novo a ferver, reduza o lume para o mínimo, tape de deixe cozinhar durante 1 hora. Após este tempo, verifique os temperos (se necessário coloque mais picante) e aumente o lume. Aguarde e deixe ferver durante 5 minutos. Volte a reduzir o lume para o mínimo, tape e aguarde 30 minutos. Mexa (utilize colher de pau) ligeiramente, e deixe cozinhar durante +/- 10 minutos. Acompanhe com puré (eu preferi batatas fritas).

Bom apetite!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Dupla carga

Esta foi a minha primeira e, até à data, única experiência com a dupla carga. Não tenho tido tempo de treinar a dupla carga, que requer muitas flores feitas em papel antes de se passar para a peça. Tenho de voltar aos treinos para fazer mais umas peças em dupla carga.




domingo, 22 de novembro de 2009

No tempo do Buda...

O trabalho e os aniversários deixaram-me sem tempo para postar novidades, por isso fica aqui mais uma foto da Índia :)  A "árvore do Buda", como lhe chamei, é semelhante à que aparece no filme "O pequeno Buda", aquela sob a qual o Kanu Reeves se sentava a meditar. A árvore está no meio de um templo budista, um dos mais antigos da Índia e que está ainda por desenterrar na totalidade, rodeada de artefactos já descobertos.


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Reciclando latas


Tenho visto imensos projectos giros de reciclagem de latas de salsichas, de tomate, etc. Como utilizo muito tomate pelado na minha massa de atum, que faço com frequência, fui guardando as latas e os frascos para utilização futura. Esta era uma lata de tomate que foi transformada em lata de biscoitos para oferecer. Foi pintada com tinta acrílica e decorada com stickers.



Pudim de limão

Bem, o dia ontem foi de muito trabalho e não tive tempo de colocar nenhum post, mas já aprovei comentários e tenho uma seguidora! :D Fiquei super contente :D
A receita que deixo aqui hoje é de um dos meus doces favoritos. Nunca tive o dente muito doce. Normalmente as crianças são doidas por bolos mas eu sempre preferi um belo papo-seco com manteiga Planta. Um dia, a ver televisão, a minha falecida avó viu esta receita de pudim de limão e resolveu fazer. Eu, que adoro limão, sou doida por este pudim. É super fácil de fazer e se ele crescer como os bolos e depois cair, é normal. Dependendo do tamanho da forma, o pudim ficará mais ou menos alto.





Pudim de limão
Ingredientes:
Casca de um limão
4 colheres de sopa de açúcar (ou uma por cada ovo)
4 ovos
1 pacote de natas (250ml)
1 fio de água

Preparação:
Levar o açúcar com a casca de limão e o fio de água a caramelizar até atingir o ponto fino (quando cair em fio da colhern mas sem ter ainda caramelizado). Desligar e retirar de imediato a casca de limão, para não ficar azedo.
Numa tigela, bater os ovos inteiros e juntar o pacote de natas e misturar. Por fim, adicionar o açúcar e envolver muito bem. Forre uma forma com manteiga, verta o preparado e leve ao fonro até dourar.


quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Caixa de chá

Mais um trabalhinho feito com a ajuda da Sara. Foi a prenda de anos da minha madrinha. A minha mãe que não é dada a estas coisas até me pediu para lhe fazer uma ;)


Peça em MDF, com craquelé de tinta e découpage

Bolachas de Muesli


Vi esta receita no blog Experiências na Cozinha - que adoro! - e resolvi experimentar. Ficou muito bom ;)

Dança tradicional

Dois dos espectáculos mais tradicionais do distrito de Orissa são a dança Odissi e a dança Gotipua. A primeira deriva da segunda e ambas nasceram nos templos hindus. Hoje em dia, a dança está reservada às festas e espectáculos e não é praticada diariamente nos templos, como acontecia antigamente.
Inicialmente, a dança Gotipua era realizada por meninas até aos 16 anos. Mas como estas não podiam dar durante a menstruação, eram substituídas por rapazes, que eram disfarçados de raparigas. Estes rapazes eram entregues pelos pais aos cuidados do templo e nunca casavam. Com o tempo, a dança Gotipua passou a ser realizada apenas por rapazes, disfarçados de raparigas, e trata-se de uma mistura entre dança e ginástica acrobática.
Já a dança Odissi é realizada por raparigas e é uma dança representativa, que conta uma história através dos movimentos coordenados das bailarinas.


                                                                    Dança Odissi



                                                                 Dança Gotipua

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Caixa de bijutaria

Tenho imensos fios, anéis, pulseiras e brincos e já não tinha sítio para guardar tudo. Então, fiz esta caixinha com a técnica de découpage para guardar parte dos meus fios. Foi a primeira experiência com um guardanapo inteiro e acho que me safei bem ;)


Para dar umas gargalhadas

Sou fã das peças de teatro da Companhia Teatral do Chiado. Confesso que ainda não as vi todas, mas estou a tentar. São raros exemplos de espectáculos ao estilo Broadway no que diz respeito à duração em cartaz. "As Obras Completas de Shakespeare em 97 minutos" estão em cena há 13 anos, "As Vampiras Lésbicas de Sodoma" há 4 anos, "A Bíblia: Toda a Palavra de Deus (d'uma assentada)" está há dois anos em palco. Na semana passada estreou mais uma peça que promete ser um sucesso: "A Dama de Copas e o Rei de Cuba". É a história de duas mulheres e um papagaio que partilham um quarto numa pensão lisboeta e cuja vida gira em torno do mistério da morte de Sócrates, o primeiro papagaio da casa.

"Aldeia da Roupa Branca"

Para quem não consegue viver sem a máquina de lavar roupa (como é o meu caso!) aqui fica um regresso ao início do século e à "Aldeia da Roupa Branca" versão indiana. Homens, mulheres e crianças lavam roupa nas margens de um dos muitos rios do distrito de Orissa e estendem-na em cima da areia para secar... Será que isto resulta? Acho que nunca fiquei tempo suficiente na praia para a toalha secar convenientemente, para ver se a areia depois sai ou não... tenho de experimentar...


segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Risotto de espargos e limão com peitos de frango grelhado



Já andava há imenso tempo a pensar fazer risotto de espargos e esta semana atrevi-me. O que fiz, na verdade, foi pegar numa receita de risotto de limão e fazer algumas modificações. Adorei o resultado final. Para acompanhar fiz uns bifinhos de peito de frango grelhados, temperados à moda do meu namorado. Espero que gostem tanto quanto eu!


Risoto de espargos, limão e cebolinho
Ingredientes:
20g de manteiga
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola picada
1,375ml de caldo de galinha ou legumes - usei o de legumes, acho mais suave
440g de arroz arbóreo ou arroz próprio para risoto
3 colheres (chá) de raspas de casca de limão
1/2 frasco de espargos, escorrido
um raminho de cebolinho, picado
50g de parmesão ralado (usei mozarella)
20g de manteiga (extra)
sal e pimenta a gosto

Preparação:
Aqueça uma panela grande em fogo médio. Coloque a manteiga, o azeite e a cebola e refogue.
Aqueça o caldo e mantenha-o em fogo baixo. Junte o arroz e as raspas de limão à panela com a cebola e refogue por 2 minutos, até que o arroz fique transparente. Vá adicionando 1 concha de caldo de cada vez e mexendo sem parar. Volte a adicionar mais caldo quando o anterior tiver sido absorvido. Continue até que o arroz esteja al dente (25 a 30 minutos). A cerca de 5 minutos do fim, adicione os espargos cortados em pequenos pedaços e o cebolinho. Desligue o fogo, junte o queijo, a manteiga e o sal e pimenta, mexa e sirva imediatamente.


Peito de frango grelhado
Ingredientes:
3 bifes de frango
azeite q.b.
pimenta preta ou mistura de 5 q.b.
1 colher de café de massa de pimentão
raspa de 1 limão
1 malagueta esmagada (usei seca)
1 folha de louro

Preparação:
Tempere a carne com os ingredientes e deixe repousar pelo menos 30 minutos. Grelhe e sirva.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails